Por Daniel Santos


"E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar." Gênesis 3:15

Introdução;
Estamos diante de uma belíssima profecia a respeito do nosso Salvador Jesus. E nela há um manancial, é um texto rico em revelações tanto salvíficos, quanto doutrinários. Vejamos;

Desenvolvimento;

"E porei inimizade entre ti e a mulher"
A serpente é a progenitora do pecado, e a mulher é progenitora do Filho do Homem.
Estas duas sementes impactaram o mundo e todo o mundo foi testemunha desse evento.
Que evento?
Quando o homem, um ser aliado com o veneno da serpente, a semente do pecado, passa a ser um ser liberto, inimigo do pecado.
A inimizade é um rompimento de alianças; no Sangue de Jesus a nova aliança foi estabelecida.

Eu porei...
A salvação veio de Deus...

"E a sua semente; esta te ferirá a cabeça"

Na cabeça está o governo, os conceitos mundanos não terão poder sobre o homem que experimentou esta inimizade.

"E tu lhe ferirás o calcanhar"
Na cruz o governo do adversário foi destruído, mas agora o projeto dele é perseguir o "Corpo".
O porque do calcanhar está explícito!
É na caminhada, é no processo de salvação que o adversário investe.
Desde a igreja do primeiro século até hoje a intenção do inimigo é colocar atalhos no caminho.

Conclusão;
Não é novidade hoje o mundo entrar em ambientes, onde adore ao Senhor. A numerolatria invade os meios eclesiásticos de tal forma que o termômetro que mede a presença de Deus, é a quantidade do seu público.
Vergonhoso!
A igreja fiel está preocupada em subir ao céu.

Maranata!



Daniel Santos - Arapongas - Paraná

"E, estando um certo jovem, por nome Êutico, assentado numa janela, caiu do terceiro andar, tomado de um sono profundo que lhe sobreveio durante o extenso discurso de Paulo; e foi levantado morto." - Atos 20:9

Introdução;

A palavra do Senhor é viva e eficaz, isto nos dá a ideia de um poder que ao mesmo tempo dá vida e nesta vida provoca efeitos. Neste singelo rabisco estaremos abordando algo simples, e sério em relação aos dias contemporâneos...

Desenvolvimento;

É necessário fazermos uma observação antes de entrarmos na palavra;
Há um grande crescimento na área da interatividade horizontal, obviamente.  Desde o CTSS da MIT um dos primeiro sistemas operacionais já elaborados, até o dia de hoje é uma das áreas que mais sofrem atualizações. O sistema operacional mais usado no mundo é o "windows" da Microsoft. Windows traduzido do inglês para o português brasileiro significa "Janelas".

Êutico, um jovem que tipifica uma mentalidade que se atraí facilmente por aquilo que é novidade através da "janela". "Uma coisa é possuir conhecimento de algo, e outra bem diferente é aquilo que foi conhecido nos possuir". A bíblia relata que esse jovem estava assentado numa janela, e nesta posição é natural o adormecimento; justamente o que acontece com a mente quando os olhos estão anestesiado no mundo virtual. Interessante que a janela em si não causa dano algum, mas a acomodação é no caso a geradora do caos. Impossível hoje vivermos burocraticamente sem as janelas da interatividade. Curioso é o andar do prédio em que ele se encontrava, a bíblia nos diz que a mensagem era entregue no terceiro andar. Obviamente a palavra que Paulo pregava estava relacionada a salvação através da morte e ressurreição de Cristo.

O texto nos permite a relacionar estes andares com os patamares salvíficos que são; Eleição, Ato e Processo que simplificando é Eleição do Pai, O Chamado do Filho e a Santificação do Espírito Santo. Não há queda na eleição, porque ainda estamos na ignorância; Não há queda no chamado pois o Senhor levanta o homem; Más se pode cair no processo, ou seja, no (terceiro andar). Não se trata de um simples tosquenejar de Êutico, mas de um profundo sono, tamanha é a intensidade da atração!

Conclusão;

Porque a morte subiu pelas nossas janelas, e entrou em nossos palácios, para exterminar as crianças das ruas e os jovens das praças." Jeremias 9:21
Insistentemente o Senhor ama os nossos jovens, ou seja, as mentes inclinadas para as novidades desta terra. É necessário que fique claro, a janela não foi responsável pelo adormecimento deste jovem mas o seu assentar.


Maranata!


(Gênesis 49.22-26)

 Introdução

Ao focalizarmos o filho, na série de mensagens sobre a família, José do Egito nos ensina preciosas lições como um filho exemplar. Seu nascimento foi resposta à oração de Raquel, mulher estéril (Gênesis 30.2, 22-24). Deus era a fonte que fez de José um ramo frutífero (Gênesis 49.22,26). Nesses versículos há um destaque para o verbo abençoar e para o substantivo bênção.

Apesar de órfão de mãe desde criança, com seu irmão Benjamim (Gênesis 35.16-19), José foi um filho exemplar porque foi abençoado por Deus e pelo seu pai.

 O Deus de Jacó e de José é o nosso Deus. Com a sua graça e a sua bênção podemos ser hoje também filhos exemplares em relação aos nossos pais, aos nossos irmãos na família e à sociedade, como foi José. José honrou os seus pais e foi abençoado de acordo com o mandamento e a promessa (Êxodo 20.12; Efésios 6.1-3).

COMO ELE CUMPRIU ESSE MANDAMENTO.

 ANDANDO NAS MESMAS PISADAS DE FÉ DO SEU PAI (Jacó), avô (Isaque) e bisavô (Abraão). As dificuldades que ele enfrentou na família (Gênesis 37.18-20, 26-28, 36) e fora do ambiente familiar (Gênesis 39.1) não afastaram José da linhagem dos seus antepassados que viveram pela fé. Dele se pode dizer o mesmo que Paulo disse em relação a Timóteo (2 Timóteo 1.5, 3.14-15). Se não pertencemos a uma linhagem de fé igual à de José, podemos, pela graça de Deus, começar hoje essa linhagem. Nossas gerações serão abençoadas.

 A dignidade de qualquer trabalho honesto (Gênesis 39.3). José fez o melhor que pode como escravo e por isso foi abençoado. Obediência aos mandamentos de Deus. José resistiu à tentação de pecar contra o seu Amo e contra o seu Deus (Gênesis 39.7-9).  Dependência de Deus em qualquer circunstância. Quando enfrentou a inveja dos irmãos (Atos 7.9-10); b) quando foi caluniado pela esposa de Potifar (Gênesis 39.17-18); c) quando foi esquecido pelo companheiro de prisão (Gênesis 40.14-15, 23, 41.1). O resultado foi que "O Senhor era com José" (Gênesis 39.3, 21, 23), "estava com ele" (Atos 7.9) e por isso LIVROU-O DE TODAS AS SUAS AFLIÇÕES (Atos 7.10). Ele viveu as mesmas experiências de seu pai Jacó (Gênesis 48.15-16).

JOSÉ tornou-se um exemplo digno de ser imitado quanto às exortações da Palavra aos filhos (Provérbios 1.8-10). Essa exortação aplica-se também ao ensino ministrado pelos pais cheio do espirito (2 Timóteo 1.2; 2.1).

 II - JOSÉ, UM FILHO EXEMPLAR EM RELAÇÃO AOS SEUS IRMÃOS.

 EXEMPLO DE AMOR. José não se vingou dos seus irmãos. Comoveu-se quando lhe falaram (Gn 50.17b). Tinha o coração cheio do amor de Deus que cobre multidão de pecados não pela impunidade, mas pelo perdão (1 Pedro 4.8; Tiago 5.20). O amor de José levou seus irmãos ao arrependimento (Romanos 2.4).

EXEMPLO DE PERDÃO.José viveu o princípio de que perdoamos os irmãos como somos perdoados por Deus (Gênesis 50.18-20; Mateus 6.12, 14-15; Mateus 18.32-35). O Deus soberano pode transformar o mal em bem. O amor e o perdão reconciliam irmãos e trazem paz à família.

EXEMPLO DE BOAS OBRAS. José demonstrou o seu amor com ações práticas (Gênesis 50.21). A sua fé consumou-se em obras em favor dos seus irmãos (Tiago 2.14-17; Gálatas 5.16).

 JOSÉ, FILHO EXEMPLAR.

 Exemplo de trabalho abençoado e abençoador. Potifar  foi abençoado através do trabalho do seu escravo (Gênesis 39.2-5). Jacó educou o filho para que fosse bênção através do trabalho em qualquer lugar em que estivesse (Gênesis 39.21-23; 41.40-44, 55-56).

EXEMPLO DE INTEGRIDADE, DE SABEDORIA E DE COMPETÊNCIA reconhecidas por autoridades da Sociedade (Gênesis 41.33-40). Jesus disse que os seus discípulos devem exercer tanto uma influência invisível como o sal na comida (Mateus 5.13), quanto devem ocupar os lugares altos de onde a luz possa brilhar e manifestar a glória de Deus (Mateus 5.14-16)!

 Conclusão.

A missão de José, filho de Jacó, um exemplo de filho, foi importante para preservar a linhagem do povo escolhido através da qual Deus enviaria ao mundo o seu Filho.



Somos desafiados a sermos filhos exemplares, à semelhança de José, para que nossas famílias sejam redes de comunicação do evangelho em nossa cidade e no mundo.

Mensagem da ICM

  


Atos 5:6-11


1) -  INTRODUÇÃO
 
AMBIENTE DE PLENA COMUNHÃO NA IGREJA – (4:32)

Todas as coisas lhes eram comuns porque todos na igreja tinham direitos iguais, tinham acesso às mesmas bênçãos. Os varões, as servas, as crianças recebiam bênçãos e os jovens também. Não havia diferença, pois todos estavam envolvidos em plena comunhão dentro da igreja. A participação de todos era por igual.

ABUNDANTE GRAÇA NA IGREJA – (4:33)

Havia graça do Senhor naquilo que faziam, pois faziam tudo na direção do Senhor. Não era só o trabalho dos adultos que produzia frutos, dos jovens, adolescentes e crianças também. E era tudo agradável a Deus, pois havia abundante graça do Senhor em tudo o que faziam e tudo o que faziam prosperava. A graça do Senhor era sobre todos na igreja.

2) - UMA PROVA DE DEDICAÇÃO AO SENHOR – (4 : 34 – 37)

Era a primeira prova que o Senhor pedia à igreja. Um teste do Senhor com a igreja, pedindo uma prova de dedicação exclusiva ao Senhor. Um juízo que o Senhor estabelece para a igreja, para saber se seu coração e sua alma pertenciam de fato somente ao Senhor.

1ª PROVA: (4:36-37) José Barnabé: fidelidade è bênção - desapego a uma herança terrena

1.1) Era Levita: da tribo da qual eram escolhidos os sacerdotes, que não tinham herança terrena, viviam da herança do Senhor.

1.2) O nome: “filho da consolação”, o mesmo que herdeiro da salvação.

1.3) Deu mais valor à bênção do Senhor (depositar o preço aos pés dos apóstolos). Do que uma herdade material, ou seja: um valor desta vida aqui. Exemplo: um namoro aos pés do Senhor. Isso é uma bênção. A alegria das bênçãos materiais, não é pelo valor delas, mas pelo fato de elas terem vindo do Senhor.

1.4)  Quando se dá valor à bênção espiritual, a comunhão do homem é direta com Deus. É no Espírito.

2ª PROVA:

(5:1-4) Ananias e Safira: Infidelidade è maldição - o coração dividido entre a herança material (terrena) e a eterna.

2.1) Reteve parte do preço: o preço da nossa vida não podemos reter, pois esse preço é a nossa salvação. A questão de salvação é uma dedicação total ao Senhor. Não dividimos isso com ninguém, nem conosco mesmos. Metade pertence ao espírito e metade à carne? NÃO.

2.2) (5:3) “Satanás encheu teu coração?”: o coração estava dividido porque estava cheio daquilo que era do mundo, pois o mundo está posto no maligno.

2.3) (5:5) EXPIRAR: acabar a vida, perder a vida. A mentira expira de imediato.

2.4) Quando se dá valor às coisas materiais, a comunhão do homem é com o próprio homem (sentido genérico): a carne. UM CASAL em comunhão com a infidelidade. Essa comunhão é sempre na carne. A comunhão com o Senhor é uma VERDADE, mas a comunhão com o homem é uma MENTIRA, um engano, pois “enganoso é o coração do homem”.


3) – PARTICIPAÇÃO DO JOVEM NOS JUÍZOS DO ESPIRITO SANTO

1) -     COM RELAÇÃO A ANANIAS – (5:6)

a) - “Levantando-se os jovens”: diante do corpo caído de Ananias, os jovens se posicionaram de pé, ou seja: a posição de firmeza diante do Senhor, quanto àquilo que estava morto dentro da igreja. Não tiveram acordo com aquilo que eram sinais de morte no “corpo”.

b) - “Cobriram o morto”: Era um assunto para ser tratado isoladamente. Não generalizar. Não divulgar, nem comentar. Não serve de exemplo. Não é para ser imitado.

c) - “Transportaram para fora”: o lugar da mentira, do engano, do pecado é do lado de fora da igreja. No interior da igreja há VIDA, mas aquilo que é morto fica do lado de fora.

d) - “Sepultaram”: Era assunto para ser esquecido. Nunca mais ser mencionado. Não se devia repetir mais tal experiência negativa dentro da igreja.
Nunca ser mencionado como parâmetro para se cometer outra falha dessa na vida da igreja.
Há os que gostam de desenterrar defuntos.

2) COM RELAÇÃO A SAFIRA – (9:10)

a) – LIÇÕES QUE ELES APRENDERAM:

Ela havia combinado com o marido até quanto ao preço da mentira:
(5:8) para quem está macumunado com a mentira, o valor da salvação é sempre o mesmo. Também a recompensa é a mesma: a morte.
Um casamento (comunhão) para a morte. Quem dá apoio e quem está de acordo com isso, também vai morrer.

b) “Eis aí à porta”: (5:9b) Esse era o posicionamento que os jovens haviam tomado: estar à porta. Jesus é a porta: Entrar por ela é valorizar a salvação e desfrutar das bênçãos da comunhão com o Senhor e com a igreja. Sair por ela é levar para fora toda a impureza e as obras mortas, cujo lugar é do lado de fora da igreja. Isso é SANTIFICAÇÃO.

c) “Os pés dos jovens”: a caminhada deles agora estava firmada no Senhor, porque àquela altura já tinham entendido na primeira experiência com Ananias que as coisas do Senhor são sérias. “...porque o lugar em que tú estás é santo”.

d) “Também te levarão a tí”: Da mesma forma como os jovens fizeram com Ananias: cobriram o corpo, transportaram para fora e sepultaram. Os jovens estavam determinados a cooperar da mesma forma, todas as vezes que se repetisse aquilo dentro da igreja.

4) – A EXPRESSÃO: “Aos pés dos apóstolos”: Era equivalente a: ”aos pés do Senhor”, porque os apóstolos estavam ali na revelação do Senhor.

a) Depositar todo o preço aos pés do Senhor, significava a troca de uma herança terrena por uma eterna. (4:34 e 37)

b) Depositar parte do preço aos pés do Senhor ou seja: o fruto do engano, da mentira e do pecado. significava perder o direito à bênção de uma herança eterna. Ananias fez isso e Safira insistiu na mesma coisa.

c) Depositar aos pés dos apóstolos um gesto de fidelidade ao Senhor    ERA VIDA, mas cair aos pés dos apóstolos num gesto de infidelidade ao Senhor ERA MORTE. Isso era um juízo.


d) Os pés dos jovens (5:9) estavam firmes, porque estavam à porta (Jesus), ou seja firmados em Jesus. E porque haviam depositado todo o preço da salvação aos pés do Senhor.


Mensagem ICM
Por Marco Elias



“Mas o nobre projeta coisas nobres; e nas coisas nobres persistirá” – Isaías 32:8.

A primeira mulher do mundo a ganhar um prêmio Nobel. É assim que começa a maioria das biografias sobre Marie Curie, que em uma época onde apenas os homens iam a universidade descobriu um elemento químico e iniciou uma verdadeira revolução no meio científico.

Maria Sklodowska nasceu em 7 de novembro de 1867 em Varsóvia, Polônia. Filha do professor de física e matemática, Wladyslaw Sklodowski e da cantora, pianista e professora Bronsilawa Boguska.

A Igreja Cristã Maranata valoriza o desenvolvimento intelectual de seus membros e ao longo dos últimos 10 anos tem dedicado as atividades do mês de Abril aos jovens, estudantes do ensino médio e universitários, afinal o mundo precisa de mentes brilhantes para imprimir novos horizontes nos projetos que mapeiam a caminhada da humanidade.

Aqui há lugar para homens e mulheres que buscam com nobreza o desenvolvimento intelectual, sem abrir mão do lado espiritual, isto é, a comunhão com o criador.

Não somos machistas, não somos feministas, (não praticamos nenhum movimento terminado com “istas”), porém, acreditamos que todo ser humano pode e deve ser feliz, e isto se dá quando se descobre que existe uma partícula eterna em nosso ser, chamada alma, e que Deus está interessado nela. O encontro com Deus imprime na alma os segredos da glória eterna, manifestos na pessoa de Jesus Cristo e aperfeiçoados em nosso ser pela ação libertadora do Espírito Santo.

Por Marco Elias
   
www.igrejavirtual.blog.br

CONVITE ESPECIAL 


Você é nosso convidado(a) para participar dos cultos especiais de encerramento dos trabalhos evangelísticos do mês de abril (nos finais de semana). Encontre uma igreja perto de sua casa.

Por Daniel Santos



II Samuel 3:2-5
Samuel cheio do Espírito Santo não poderia narrar esta cronologia de outra forma...

Ainoã=Agradável
Abigail=Alegria de meu Pai
Maaca= Opressão
Hagite=Festiva
Abital=Meu Pai é orvalho
Egla=Esplendor
Bate-seba= Filha do Juramento

Davi sendo um homem segundo o coração de Deus, seria natural suas alianças serem proféticas e potencializarem o Justo, o Verbo Vivo...

"O Verbo estava com Deus e era "agradável" ao Pai criar um projeto de Redenção para que assim a "alegria do DEUS todo Poderoso" se completasse.

Para isso viesse acontecer o Filho do Homem teria que sofrer toda opressão que havia sobre o homem, todo pecado, a condenação de morte.

Só que ao terceiro dia há uma "festa" na eternidade, Cristo ressuscitou!
E todo homem que o aceitar provará do "orvalho do Pai", isto é, o refrigério da alma.

Não bastou salvar o homem, mas o Senhor insiste em batizar seus escolhidos com o Espírito Santo da promessa, então a igreja emitia um forte "esplendor" de luz.

A revelação é esta luz que faz da igreja a "filha do juramento", a noiva amada do Cordeiro que estava profetizada antes da fundação do mundo.

Acesse www.igrejavirtual.blog.br e leia mais.
Maranata – O Senhor Jesus Vem!
# Compartilhe!


Há uma diferença enorme entre as atitudes tomadas nos dias de hoje e aquelas dos primórdios da colonização americana. Naqueles tempos, quando o Cristianismo exercia uma influência dominante sobre o pensamento americano, o mundo era considerado um campo de batalha. Os primeiros americanos acreditavam no pecado, no diabo e no inferno como constituindo uma força, e criam em Deus, na retidão e no céu como sendo outra força. Por sua natureza, essas forças eram opostas entre si numa hostilidade profunda, séria e irreconciliável.

Os seres humanos de então tinham que escolher um dos dois lados - eles não podiam manter-se neutros. Para eles tinha de ser vida ou morte, céu ou inferno, e se optassem por estar do lado de Deus, eles tinham a expectativa de que teriam que enfrentar uma guerra contra os inimigos de Deus. A luta seria real e mortal e duraria enquanto a vida permanecesse por aqui. As pessoas almejavam o céu como um retorno da guerra, como um embainhar das espadas para em paz desfrutar da vida no lar que lhes havia sido preparado.

Os sermões e os cânticos daqueles dias com frequência tinham uma qualidade marcial, e muitas vezes um traço de saudade do lar celestial. Os soldados cristãos pensavam sobre o lar, sobre o descanso e sobre o estarem juntos com os seus, e suas vozes cresciam em lamentação ao cantarem da batalha terminada e da vitória alcançada. Mas quer estivessem atacando as armas do inimigo, ou sonhando com o fim da guerra e com as boas vindas do Pai, eles nunca se esqueciam de como era o mundo em que viviam - era um campo de guerra, e muitos eram feridos e mortos.

Essa visão é inquestionavelmente de acordo com as Escrituras. Mesmo levando-se em conta as figuras e metáforas que são muito frequentes na Bíblia, é uma clara doutrina bíblica que tremendas forças espirituais acham-se presentes no mundo. A humanidade, por causa de sua natureza espiritual, está no meio dessas forças. Os poderes do mal inclinam-se a nos destruir, ao passo que Cristo está presente para nos salvar por meio do poder do evangelho. Para sermos libertos temos de colocar-nos do lado de Deus em fé e em obediência. Resumidamente, era isso que os primitivos americanos pensavam, e o que, cremos, é o que a Bíblia ensina.

Que diferente é hoje. A realidade permanece a mesma, mas a interpretação mudou completamente. As pessoas não mais pensam no mundo como sendo um campo de batalha, mas como um lugar de lazer. Não estaríamos aqui para lutar; estaríamos aqui para brincar. Não estaríamos num país estrangeiro; estaríamos em casa. Não estaríamos preparando-nos para a vida, mas já estaríamos vivendo a nossa vida, e o melhor que poderíamos fazer é livrarmo-nos de nossas inibições e de nossas frustrações para viver esta vida o máximo que pudéssemos. Isto, cremos, é um correto resumo da filosofia religiosa do homem moderno, abertamente professada por milhões e tacitamente aceita por muito mais pessoas ainda, que vivem de acordo com essa filosofia, mesmo que não a admitam por meio de palavras.

Esta mudança de atitude em relação ao mundo tem tido e está tendo uma influência sobre os cristãos, até mesmo sobre os cristãos evangélicos que professam a fé na Bíblia. Por um curioso malabarismo de figuras, fazem uma soma de forma errada e ainda assim dizem obter a resposta correta. Isso parece fantástico, mas é verdade.

A ideia quanto a este mundo ser um lugar de lazer em vez de um campo de batalha tem sido acatada praticamente pela grande maioria dos cristãos fundamentalistas. Eles podem responder com evasivas quando diretamente questionados quanto à sua posição, mas a conduta deles os denuncia. Eles estão querendo percorrer dois caminhos, desfrutar Cristo e o mundo, e com muita alegria dizem a todos que receber Jesus não requer que renunciem ao seu divertimento - o Cristianismo seria apenas a coisa mais divertida que se possa imaginar. O "culto" decorrente de tal visão da vida acha-se tão deslocado de seu centro como a própria visão em si mesma um tipo de casa de diversões noturna santificada, sem a champanhe e sem os bêbados de colarinho.

Trecho extraído de “ESTE MUNDO: LUGAR DE LAZER OU CAMPO DE BATALHA?”- A.W Tozer


MARCADORES

A Mente (1) A Singularidade da Palavra de Deus (1) A Vara de Arão Floresce (1) A Viúva de Sarepta (1) A.W. Tozer (2) Abraão (1) Adolescentes (1) Adolf Hitler (1) Além da Letra (1) Aliança (2) Análise Salmos 1:1 (1) Android (1) Antigo testamento (1) apocalipse (1) APP (1) arminianismo (1) Arqueologia bíblica (1) As janelas do palácio (1) Auxílio ao Obreiro (2) avivamentos (2) batismo com Espírito Santo (1) Bençãos (1) Bíblia (1) Biblia a Palavra De Deus (1) Bíblia A Palavra De Deus (6) bíblia x Ciência (2) calvinismo (4) Calvinismo X Arminianismo (1) Calvino (1) Caminhada dos Servos (1) cananeus (1) cessacionismo (2) Ciro Zibordi (1) clamor pelo sangue de Jesus (1) comportamento (1) computadores (1) consulta à palavra (1) convite (1) Cristianismo Renovado (1) culto (1) Culto de Passamento (1) Culto de Sepultamento (1) Daladier Lima (2) Daniel Santos (11) determinismo (1) Deus Conosco (1) Devocional (1) dilúvio (1) Dons Espirituais (4) EBD (1) Egito (1) Emanuel Minos (1) Espirito Santo (1) estudantes (1) Estudo da Semana (1) Êutico (1) evangelho (3) Evangelização (1) família (1) fariseus (1) (1) Filmes evangélicos (1) Graça (1) Heresia (2) Heróis da fé (2) igreja (3) igreja corpo de Cristo (1) igreja primitiva (1) informática (1) IOS (1) Jeremias (2) Jesus (3) Jesus a proteção para a alma aflita (1) Jesus Glorificado (1) Jesus Rei dos Reis (1) Josafá rei de Judá se tornou aliado de Acazias rei de Israel (1) José (1) Josenilson Félix (1) Jovens (5) Julgamento (1) Lamentações (1) lemas (1) liberalismo teológico (3) Línguas estranhas (1) livre-arbítrio (5) Marco Elias (17) Mas retirou-se dali para a terra junto do deserto (1) meios de graça (4) Melquisedeque (1) Mensagens Lemas (1) mescla (1) Mundanismo (1) Natal (1) Nildo Oliveira (10) nobreza (1) Noruega (2) novo testamento (1) O exilado cativo depressa será solto (1) O Paralítico de Betesda (1) O sepultamento de Saul (1) Obreiro Aprovado (1) Olav Rodg (1) Oração (1) Os escudos de bronze de Roboão (1) Os que se arriscam no mar grande (1) pais da igreja (1) palavra revelada (1) Palavra Revelada Oficial (9) Paz (1) Pentecostalismo (3) perseguições (1) Porta (1) predestinação (1) Profecia (3) Promessas (1) Prossigo para o alvo (1) provérbios (1) rebelião (1) redes sociais (1) reforma protestante (2) Reuniões (1) revelação (2) sacrifício de Jesus (1) Salmo 91 (4) Salvação (27) santificação (2) Satélite Maranata (1) Série de Estudos (1) smartphone (1) sociedade (1) soteriologia (1) Spurgeon (1) teologia (6) Tony Sousa (2) Trombetas (1) universitários (1) Vale (1) Vanderléia Silva (1) verdade (1) vida cristã (1) vida em Cristo (3) vídeos (2) Vincent Cheung (1) vinho (1) Viva o Rei (1) Windows (1) Windows Phone (1)

 

"Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos."

Salmos 119:105

 

 

PARTICIPANTES DO BLOG

 

LEMA DO ANO 2016

"E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações"

Atos 2:42