Portal de Estudos Bíblicos

ESCRITURAS

POR OBREIRO DANIEL SANTOS




"Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça;" 2 Timóteo 3:16

Vasculhando os registros do século XVI; encontramos nas areias do tempo, justamente no período dos grandes reformadores,  duas figuras extremamente antagônicas: William Tyndale e Thomas Morus.
O áspero relacionamento que havia entre o gigante Tyndale com o herege Morus permanece vivo até os dias de hoje no cenário eclesiológico.

O embate se centralizou na relação da eclesiologia com a Escritura. Para Tyndale, somente a Escritura Sagrada tem a palavra final em matéria de fé e prática. Morus também aceitava além das Escrituras a Tradição e os ensinos do magistério eclesiástico.

Praticamente a tese de Morus nutria o seguinte equívoco: Cristo é o cabeça, a "igreja" é o pescoço que a leva para aonde quiser.

"Toda a Escritura é divinamente inspirada"
Se o Divino à inspirou, no limite da demência você compreende que a letra é inspirada. Sendo a letra inspirada, ela é útil.
"O Senhor Jesus nos revela os desígnios de Deus através da letra inspirada pelo Espírito Santo"


"E proveitosa para ensinar"
Uma das maiores deficiências que há no âmbito eclesiológico é a insistência em promover líderes neófitos; o resultado é sempre o mesmo: evangeliza-se 100, batiza-se 20, e perde-se 20 de outras remessas; sem contar com os nobres evangelistas que se realizam com seus eternos visitantes (catecúmenos). O ensino da palavra foi substituído pela defesa de correntes dogmáticas. No processo salvífico, a palavra é indispensável: "Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra," Efésios 5:26

"Para redarguir"
Fé, não é fideísmo; cuidado com as vãs sutilezas! "Antes, santificai ao SENHOR Deus em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a (razão) da esperança que há em vós," 1 Pedro 3:15
O motivo da nossa fé pode ser questionado e respondido.

"Para corrigir"
Não podemos corrigir segundo nossa achologia; a cosmovisão ministerial oscila, e pode sofrer variações devido as circunstâncias vivenciais: "Porque eu sei isto que, depois da minha partida, entrarão no meio de vós lobos cruéis, que não pouparão ao rebanho;" Atos 20:29

"Para instruir em justiça"
A direção do Espírito Santo é justa!
Há um entendimento espúrio que tem tomado as mentes de certos indivíduos;  que Deus opera em meio a simplicidade, não resta dúvidas. Consciente que simplicidade e relaxo não são sinônimos.
A igreja apostólica numa posição humílima detinha o básico para a proclamação do Evangelho. Eram dotados de uma boa base bíblica (Lei - Profetas,) abstendo-se da forte influência helênica (conheciam de fato). O simples Estevão (diácono) dominava com propriedade a justiça pútrida dos libertinos; em seu erudito discurso salientou com excelência o preparo de Moisés para lidar com o Antigo Egito: "E Moisés foi instruído em toda a ciência dos egípcios; e era poderoso em suas palavras e obras." Atos 7:22

"Examinai tudo. Retende o bem." 1 Tessalonicenses 5:21


REFERÊNCIAS: Reforma na Inglaterra - Isaias Lobão Pereira Junior - pág/35

MARCADORES

Abraão águas Águia Além da Letra alforria Amazônia Antigo testamento apocalipse Arqueologia bíblica Asafe Auschwitz Auxílio ao Obreiro Bartimeu batatas batismo com Espírito Santo BBC Ben Gurion Bençãos bíblia x Ciência Biblicamente bois Brasil brecha CALVINISMO Calvino cananeus carta cativeiro cessacionismo colheita comportamento Conhecimento conversão convite corrupção Crente Nominal cristianismo Culto Daniel Santos Davi Deus Conosco devocional dilúvio dizimo Dons Espirituais Doutrina ebd Ebede-Meleque Éden Elias escravatura Escriba evangelho evangelhos evangelismo exegese expressões idiomáticas facebook família fariseus filmes fim fonte fortalecimento graça grupo de estudos Habacuc heresias história igreja Igreja Fiel interpretação Isaías Israel Jerusalém Jogos Josenilson Félix Jourdon Anderson Judas Iscariotes Julgamento lava-jato Lei leitura liberalismo teológico libertação livre-arbítrio Louvor Luciano Subirá Lutero Marcelo Lyrio Marco Elias Melquisedeque Ministério missionários missões Moisés muro Natal nazismo Noé novo testamento obra de Deus Obreiro Aprovado Oração ovelha Palavra palavra revelada pão pastor paz Pecado peixe Pentecostalismo perseguições pobre presciência Pródigo Profecia Promessas Quinta medida razão humana Reforma Protestante religião remédio repreensão respostas revelação rico sabedoria sacrifício de Jesus salmos Salvação sinais do fim Sola Scriptura soteriologia Teologia Tomé Vale verdade vida vida cristã vídeos vinha vinho watsapp Windows Zaqueu