Portal de Estudos Bíblicos

O JUSTO VIRÁ

POR OBREIRO DANIEL SANTOS


"Nos seus dias florescerá o justo, e abundância de paz haverá enquanto durar a lua." Salmos 72:7

"Meu gosto, que pode bem ser o contrário de um gosto tolerante, também está longe aqui de dizer sim em bloco: ele não gosta absolutamente de dizer sim, de preferência ainda um não, na melhor das hipóteses não diz nada... Isto vale em relação a culturas como um todo, isto vale em relação a livros vale também para lugares e paisagens. No fundo há um número muito pequeno de livros antigos, que contam em minha vida; os mais célebres não se encontram entre eles.

Esta afirmativa fora declamada pelo ateu mais polêmico do século XIX; apreciador do poeta lírico "Horácio", Nietzsche expressa neste trecho que tem como título: "O que devo aos antigos," o seu voto contra; aos antigos filósofos do (ideal).

“O homem inventou o ideal para negar o real.”

 Salomão, o "filósofo do Deus Vivo", vivendo a antiguidade; aprecia e profetiza o porvir.
"O Real traria do céu o Ideal"

"Nos seus dias florescerá o justo"
A voz da profecia ecoava pela boca de Salomão; sua mensagem era: o Justo virá chamar o injusto para a justificação!

Nietzsche olhou para os que o antecedera, e reclama por não ter pensadores segundo a "sua" justiça.

O sábio Salomão reconhecendo sua injustiça, olha para o alto e proclama o Justo!

O Senhor Jesus derrama seu Sangue precioso justificando o homem perante o Pai.

"E abundância de paz haverá enquanto durar a lua"
A guerra que havia dentro do homem, se converteu em abundante Paz. A lua (igreja) tem seu tempo determinado neste mundo;

>Crescente
O homem nasce, e cresce.

>Cheia
Se forma enchendo-se de si mesmo.

>Minguante
Deus o encontra, esmiuça-o para morrer a velha natureza.

>Nova
Tornando assim uma nova criatura.


Referências: Crepúsculo dos Ídolos - pág/41 - Friedrich Wilhelm Nietzsche

MARCADORES

Abraão Ágape Agostinho águas Águia Além da Letra alforria Amazônia Amor Antigo testamento aperfeiçoamento apocalipse apologética Aristóteles Arqueologia bíblica Asafe Auschwitz Auxílio ao Obreiro Bartimeu batatas batismo com Espírito Santo BBC Ben Gurion Bençãos bíblia x Ciência Biblicamente bois Bom Carpinteiro Brasil brecha CALVINISMO Calvino caminhada cananeus carta cativeiro cessacionismo colheita comportamento Conhecimento conversão convite corrupção Crente Nominal cristianismo Culto Daniel Santos Davi Deus Conosco devocional dilúvio dizimo Dons Espirituais Doutrina ebd Ebede-Meleque Éden Elias escravatura Escriba evangelho evangelhos evangelismo exegese expressões idiomáticas facebook família fariseus filmes filosofia fim fonte fortalecimento Gálatas graça grupo de estudos Habacuc heresias história igreja Igreja Fiel interpretação Isaías Israel Jerusalém Jogos Josenilson Félix Jourdon Anderson Judas Iscariotes Julgamento lava-jato Lei leitura liberalismo teológico libertação livre-arbítrio Louvor Luciano Subirá Lutero Marcelo Lyrio Marco Elias Melquisedeque Ministério missionários missões Moisés muro Natal nazismo Nietzsche Noé novo testamento obra de Deus Obra Redentora Obreiro Aprovado Oração ovelha Palavra palavra revelada pão pastor paz Pecado peixe Pentecostalismo perseguições pobre presciência Pródigo Profecia Promessas Quinta medida razão humana Reforma Protestante religião remédio repreensão respostas retórica revelação rico sabedoria sacrifício de Jesus salmos Salvação sinais do fim Sola Scriptura soteriologia Teologia Tomé Vale verdade vida vida cristã vídeos vinha vinho watsapp Windows Zaqueu