Portal de Estudos Bíblicos

CELEBRAI COM JÚBILO AO SENHOR

POR OBREIRO DANIEL SANTOS


"Porque o SENHOR é bom, e eterna a sua misericórdia; e a sua verdade dura de geração em geração." Salmos 100:5

Segundo Landon Jones (erudito no velho testamento), "o  ser humano, por natureza, é um ser religioso. O interesse do ser humano nas coisas de Deus é uma prova disso. Uma maneira que esse interesse se expressa é no culto que oferece a Deus. O povo de Israel não era diferente. O que distinguiu o povo de Israel dos demais povos não foi o fato que adorava a Deus, mas, as características da sua adoração"

Neste período; no silêncio de Deus, o próprio Senhor levou o homem a questionar, a ter sede da verdade. Preparou tudo e todos para a vinda da Água de Tales, A Eternidade de Anaximandro, o Ar(Espírito) de Anaxímenes, o Fogo de Heráclito, a Verdade de Sócrates, o Logos de Platão e o Motor de Aristóteles.


"Que é o seu corpo, a plenitude daquele que cumpre tudo em todos." Efésios 1:23

De acordo com o título, Salmo 100 é um mizmôr le thôdah, um salmo de ação de graças. A palavra mizmôr, normalmente traduzida como “salmo”, vem do verbo zmr que quer dizer “tocar música.”

No contexto do Antigo Testamento e especialmente nos salmos, a palavra é usada para descrever o ato de tocar ou cantar música para adorar a Deus.

E ao mergulhamos nesta riqueza escriturística, deparamos-nos com o poder redentor de Deus. O plano profético do Senhor está entrelaçado aos quatro versículos tendo o quinto verso, como a suma dos quatro.

Para desenvolver este salmo usaremos a famosa técnica aristotélica de estudar o "Ser" ( neste caso, o Ser Natural).
O Hilemorfismo Teleológico que incomodava Heráclito, é desenvolvido por Aristóteles, isto é, o processo se dá no arrolar de "Quatro Causas distintas;"

> 1°- Causa Material
Essência

> 2°- Causa Formal
Característica, o que é.

> 3°- Causa Eficiente
Quem fez, o que deu forma.

> 4°- Causa Final
Finalidade, para que objetivo foi formado.

• CAUSA MATÉRIA
"Celebrai com júbilo ao Senhor, todas as terras"
Celebrar é festejar, inaugurar algo.
A palavra nos diz que há festa na eternidade quando um pecador se arrepende (Lucas 15:10); chegamos a casa do Senhor cientes da matéria que somos (terras, pó). A partir do momento em que o júbilo do Espírito Santo inunda o nosso ser, somos participantes dessa festa espiritual.

• CAUSA FORMAL
"Servi ao Senhor com alegria; e entrai diante dele com canto"
Nesta festa de abertura nos é apresentado uma Obra Excelente, onde passamos de escravos deste mundo "tomamos forma de Serviçais do Reino de Deus"

• CAUSA EFICIENTE
"Sabei que o Senhor é Deus; foi ele que nos fez, e não nós a nós mesmos; somos povo seu e ovelhas do seu pasto"
Lembrando ao caro leitor que a causa Eficiente de Aristóteles está diretamente ligada ao Feitor. Nesta caminhada de comunhão com Deus, entendemos que o que somos é Obra Dele, e não nossa.

• CAUSA FINAL
"Entrai pelas portas dele com gratidão, e em seus átrios com louvor; louvai-o, e bendizei o seu nome"
Você sabe o motivo da Morte de Cristo na cruz por sua vida?
Para que você entre de uma vez por todas nos portais eternos.
A soberania de Deus nas culturas, nas mais variadas filosofias é algo que devíamos levar em consideração. Justamente por volta do período interbíblico surgem estes grandes pensadores Homero (Ilíada, Odisseia), Hesíodo (Teogonia). Os pré-socráticos (Tales, Anaximandro, Anaxímenes, Heráclito...) tiveram como alvo a "phisis"; após estes vieram os ícones do antropocentrismo mais preocupados com o homem, a verdade e outras especulações, voltadas para o homem.
Deus prepara um mundo curioso para a Revelação da Verdade que responderá todos os anseios destes.

Referências:
SALMO 100 E A TEOLOGIA DE CULTO
Landon Jones - John I Durham, “Psalms”, The Broadman Bible Commentary, vol. 4 (Nashville: Broadman Press, 1971),
p.373.

Metafísica - livro l pág/16
Tradução direta do grego por Vincenso Coceo e notas de Joaquim de Carvalho - Aristóteles

MARCADORES

Abraão Ágape Agostinho águas Águia Além da Letra alforria Amazônia Amor Antigo testamento aperfeiçoamento apocalipse apologética Aristóteles Arqueologia bíblica Asafe Auschwitz Auxílio ao Obreiro Bartimeu batatas batismo com Espírito Santo BBC Ben Gurion Bençãos bíblia x Ciência Biblicamente bois Bom Carpinteiro Brasil brecha CALVINISMO Calvino caminhada cananeus carta cativeiro cessacionismo colheita comportamento Conhecimento conversão convite corrupção Crente Nominal cristianismo Culto Daniel Santos Davi Deus Conosco devocional dilúvio dizimo Dons Espirituais Doutrina ebd Ebede-Meleque Éden Elias escravatura Escriba evangelho evangelhos evangelismo exegese expressões idiomáticas facebook família fariseus filmes filosofia fim fonte fortalecimento Gálatas graça grupo de estudos Habacuc heresias história igreja Igreja Fiel interpretação Isaías Israel Jerusalém Jogos Josenilson Félix Jourdon Anderson Judas Iscariotes Julgamento lava-jato Lei leitura liberalismo teológico libertação livre-arbítrio Louvor Luciano Subirá Lutero Marcelo Lyrio Marco Elias Melquisedeque Ministério missionários missões Moisés muro Natal nazismo Nietzsche Noé novo testamento obra de Deus Obra Redentora Obreiro Aprovado Oração ovelha Palavra palavra revelada pão pastor paz Pecado peixe Pentecostalismo perseguições pobre presciência Pródigo Profecia Promessas Quinta medida razão humana Reforma Protestante religião remédio repreensão respostas retórica revelação rico sabedoria sacrifício de Jesus salmos Salvação sinais do fim Sola Scriptura soteriologia Teologia Tomé Vale verdade vida vida cristã vídeos vinha vinho watsapp Windows Zaqueu