A CARREIRA DA FÉ

POR SAMUEL SANTOS


"Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé." 2 Timóteo 4:7

Poderíamos nos deter por um bom espaço de tempo nas olimpíadas gregas para melhor contextualizar esta expressão paulina. Todavia seremos breve em nossa proposta; os verbos falarão por si, cabendo a nós, somente o trabalho "compilatório".

"Combati o bom combate"
Imaginem Paulo presenciando os bravos gradiadores tinirem suas espadas nas ardentes batalhas, e ele se vendo no mesmo cenário combatendo contra sua natureza pecaminosa.
É nítido para nós que o bom combate que o apóstolo combatera em seu ministério, não começou com ele, mas com aQuele que é Vencedor.
Ele mesmo!
O Senhor Jesus iniciou o combate que Paulo com propriedade adjetivou como "O Bom".

"Acabei a carreira"
Da arena sangrenta, o apóstolo nos reporta para os estádios onde as intensas corridas dão sentido a sua breve analogia.
Quando o Senhor Jesus venceu a morte (início do combate) revelou aos seus fiéis um novo e vivo caminho.
A corrida da santificação é exercida no estádio da fé; visto que a ênfase não está na largada, e sim no seu término (acabei).
É fato, que hoje muitos estão ficando para trás; o principal motivo é a influência emergente de outros "corredores".

"Guardei a fé"
Os verbos: Combater, Acabar e Guardar estão em uma ordem soteriologicamente profética!
O combate que se deu na cruz do calvário nos impulsionou a completar a carreira, consumando assim a nossa fé; "Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus." Hebreus 12:2

As lutas dessa vida não são boas, e nem há vitórias garantidas! Cristo garante a você que o combate junto a eLe é bom. Quanto a você que já está nessa corrida a um tempo; acabe ela, não olhe para o lado, pois o risco de perder a carreira é grande.

Tecnologia do Blogger.