A VOZ DE DEUS NO REDEMOINHO

POR DANIEL SANTOS

"DEPOIS disto o SENHOR respondeu a Jó de um redemoinho, dizendo:" Jó 38:1

Sintetizando a experiência de Jó, poderíamos expô-la apenas usando os dois principais  versículos: "...O SENHOR o deu, e o SENHOR o tomou: bendito seja o nome do SENHOR." (Jó 1:21)

"...O SENHOR acrescentou, em dobro, a tudo quanto Jó antes possuía." (Jó 42:10)

Com apuro constataremos que os dois versos defendem a manifestação de dois redemoinhos; o primeiro levou o que Jó tinha, e o segundo lhe trouxe a voz de Deus juntamente com a porção dobrada de seus pertences.

O que aprendemos com isto?

Para um triunfalista, teólogo da prosperidade; podem surgir muitas ilações, inferências das mais escabrosas possíveis. Não obstante, a nossa meditação consiste em trazer à tona o verdadeiro bem que Jó preservara.

Ele perdeu o que tinha, todavia preservou o que era.

O primeiro redemoinho permitido por Deus, fora silencioso, não havia se sequer um murmúrio do céu. É justamente dessa forma que as nossas aflições são geradas; não é tanto a batalha que nos aflige, mas o silêncio do General.

Jó sabia bem o quão inútil era os seus conselheiros: "Sucedeu que, acabando o SENHOR de falar à Jó aquelas palavras, o SENHOR disse a Elifaz, o temanita: A minha ira se acendeu contra ti, e contra os teus dois amigos, porque não falastes de mim o que era reto, como o meu servo Jó." (Jó 42:7) Os argumentos provenientes dos semelhantes podem oscilar.

Já o segundo redemoinho, emitira a doce e majestosa voz do Senhor. O homem, em toda a sua história necessita do Verbo de Deus; Jesus é a palavra viva do Senhor!

O Senhor Jesus é a voz que traz todos os benefícios que o homem precisa; tanto aqui (libertação, comunhão, perdão...), como no porvir (Eternidade).

Assim como Elias fora levado aos céus em um redemoinho; a igreja será levada às moradas celestiais.

Tecnologia do Blogger.